Você está aqui: Página Inicial / Dissertações / 2016 / Resumo Alexandre Marcato

Resumo Alexandre Marcato

Resumo Alexandre Marcato

O Estado de Santa Catarina apresentou valorização média do preço das terras de 12,2% a.a para o período de 2002 a 2010, as elevações de preços da terra agrícola, em décadas anteriores, estiveram associadas ao descontrole inflacionário e era um dos fatores que causava elevação nos preços dos produtos agrícolas. A presente dissertação tem por objetivo principal analisar os determinantes do preço da terra agrícola nos municípios do Estado de Santa Catarina para o período de 2006 a 2011, bem como, verificar os efeitos da espacialidade sobre o comportamento do preço da terra no estado, através, da formação do preço dos ativos formulado por Keynes. Para tal finalidade, realizou-se uma revisão de literatura de escritores brasileiros e internacionais referente ao preço da terra agrícola: a apresentação do panorama da economia catarinense, o turismo rural, o preço da terra, em Santa Catarina, as variáveis agropecuárias e a abordagem da econometria espacial. Os resultados desta dissertação consistem nos dados pelo modelo de regressão, sendo possível perceber que as variáveis mais importantes para os modelos SAR e SEM foram o valor bruto da produção, o qual foi significativo apenas em 2006, valorização patrimonial e as variáveis de liquidez: produtividade do milho, área colhida do milho e a produtividade do fumo apenas para 2011, com o R2 = 53,64. Para as regressões dos modelos SDM e SDEM, as variáveis mais importantes foram: o financiamento defasado espacialmente e o imposto territorial defasado espacialmente, ambos apenas no ano de 2006; e a produtividade do milho, valorização patrimonial; a produtividade do fumo e o investimento ambos apenas em 2011. A variável de quase-renda influenciou o preço da terra somente no ano de 2006 e tem pouca influência em 2011.  Averigua-se que outras variáveis não agrícolas são necessárias para explicar o preço da terra agrícola em Santa Catarina pois o modelo não teve aderência forte. Outras variáveis devem ser inclusas na análise, como: turismo rural, proximidade de portos, relação serviço e PIB (produto interno bruto), proximidade com cidade onde o PIB foi elevado e as características econômicas da região.

Para mais informações e trabalho completo, clique aqui.

« Junho 2022 »
Junho
DoSeTeQuQuSeSa
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930
Próximos Eventos
XXV ANPEC SUL 15/09/2022 - 16/09/2022 — PUC/RS
XX Enaber 19/10/2022 - 28/10/2022 — Salvador - BA
50º Encontro Nacional de Economia 06/12/2022 - 09/12/2022 — Fortaleza
Próximos eventos…
UA-106127954-1